As exigências do mundo moderno estão cada vez mais vinculadas aos avanços alcançados por meio de pesquisas nas áreas de tecnologia da informação e de comunicações.

Novas ferramentas ganham relevância na medida em que facilitam o dia-a-dia dos indivíduos e também na medida em que se revelam adequadas para serem empregadas pelas corporações.

A atual configuração das coisas pode ser explicada pela disseminação de recursos computacionais que têm permitido um tipo de interação cada vez mais intuitivo com os usuários. E isso chega à sociedade na esteira de pesquisas de vanguarda responsáveis por avanços na área de engenharia de software, que desembocam na criação de circuitos integrados cada vez menores fisicamente e maiores em termos de alcance de processamento.

Se, por um lado, as possibilidades hoje disponíveis trazem mais conforto ao cidadão comum, por outro, pressionam as corporações, que passaram a ser demandadas por melhorias no modo como prestam serviços e entregam produtos. Embora isso seja verdade na esfera privada, é inegável que a necessidade de universalizar suas entregas indistintamente traz ao setor público maior urgência de adaptação, sob pena de não cumprir plenamente suas missões.

Percebendo que os desafios colocados sobre a gestão pública geram possibilidades de negócio, as empresas Minauro, Consult e Sisteplan trabalharam em conjunto para desenvolverem uma solução tecnológica formatada para oferecer a estados e municípios um instrumento capaz de integrar seus órgãos e entidades através de uma plataforma digital baseada em tecnologia de ponta.

O produto atende pelo nome de e-governe e apresenta como primeira credencial a garantia de segurança e sigilo totais no tocante ao armazenamento de dados e à circulação de informações na web.

Os resultados prometidos à gestão pública pelo e-governe surgem da integração entre tecnologia aplicada e interface simplificada, obtida por meio de um design customizado.

Além de dar acesso a todos os módulos da ferramenta, o pacote completo do e-governe inclui o acompanhamento permanente de equipes de suporte treinadas para dar respostas simples e rápidas aos usuários, com foco na solução dos problemas.

Quanto à estrutura, o e-governe é diversificado e tem recursos endereçados especificamente a cada uma das necessidades de estados e municípios.

Em relação à saúde, por exemplo, o sistema tem uma vertente apropriada à atenção básica e outra orientada para a atenção especializada. No tocante à Educação, o esforço foi feito no sentido de possibilitar o compartilhamento das informações disponíveis sobre alunos, professores e servidores administrativos, bem como sobre critérios de avaliação e sobre a infraestrutura física das escolas.

Quanto à tributação, o desafio é tornar o processo arrecadatório mais tempestivo, inclusive no que diz respeito à atualização das bases de cálculo e das alíquotas, sempre que necessário.

Completam os módulos da ferramenta recursos direcionados à gestão das áreas de pessoal, finanças, compras, material, contratos e convênios. A esses se somam, ainda, soluções a respeito do acompanhamento de obras, frotas de veículos e bens móveis e imóveis.

Por fim, foram concebidos no e-governe os módulos de protocolo, de indicadores de efetividade e, claro, de atendimento ao cidadão.