Após dois anos e meio de construção, João Pessoa pôde desfrutar de mais um grande empreendimento do visionário Roberto Santiago. Foi no final do mês de novembro de 2014 que o Mangabeira Shopping abriu suas portas para receber moradores da cidade e turistas que quisessem usufruir de suas modernas instalações.

Na inauguração do Mangabeira foi estimado o comparecimento de aproximadamente 350 mil visitantes e potenciais consumidores. Durante os primeiros dias após a abertura do centro comercial, ainda na época de inauguração, algumas das dezenas de lojas registraram um faturamento cinco vezes maior em comparação a outras inaugurações de lojas.

Ainda em 2014, após especulações, Roberto Santiago fez questão de declarar que a abertura do Mangabeira não atrapalharia os negócios do Manaira Shopping, seu primeiro centro comercial, e que o percentual de clientes que, talvez, resolvesse migrar para o novo empreendimento seria menos de 5%. O Manaira, desde sua abertura, em 1989, já passou por cinco expansões. Em relação à movimentação de clientes seu crescimento estimado, conforme o comentário do proprietário, ficava em torno de 10% a 15% ao ano.

Roberto Santiago sustenta que ambos os shoppings são projetos totalmente distintos entre si sob o ponto de vista urbano social.

O administrador revela que a construção do Manaira foi responsável por atrair empresários interessados em empreender na região. Ele ainda ressalta que o bairro, que abriga o importante centro de compras conhecido como o “shopping da cidade”, antigamente era formado somente por casas. Com o passar do tempo, por intermédio de seu mais famoso empreendimento, a área evoluiu e foi transformada em uma espécie de cinturão de lojas comerciais e edifícios que circundam o centro.

Já o Mangabeira, seguindo as expectativas de 2014, seria responsável por contribuir com a evolução econômica da área onde está situado. Era estimado que a supervalorização das habitações e terrenos da região, que já era ocupada por parte da população, viesse proporcionar uma elevação no poder econômico dos moradores locais. De acordo com Roberto Santiago, esse crescimento já estava sendo observado há alguns anos graças ao bairro Bancários que teve sua participação nesta situação.

Depois destes anos atuando intensamente no segmento, o Mangabeira pode ser visto como um dos principais aceleradores econômicos não somente do bairro que leva o mesmo nome, mas também de toda a zona sul da famosa João Pessoa, capital de Paraíba.

Para a construção do empreendimento com uma das mais modernas arquiteturas do Brasil, foram gastos aproximadamente meio bilhão de reais, sendo, no mesmo período, também gerados cerca de três mil novos postos de emprego.

Roberto Santiago, nascido em João Pessoa, no ano de 1958, iniciou sua trajetória profissional no Café Santa Rosa. Como almejava mais para sua carreira, Santiago em pouco tempo decidiu criar sua própria empresa no ramo de cartonagem, partindo, posteriormente, para o setor de loteamento. Em sua vida acadêmica além de ter estudado no Colégio Marista Pio X, também possui em seu histórico o curso de Administração de Empresas ministrado pelo Centro Universitário e João Pessoa (UNIPÊ).