Image result for Venezuela vai doar 5 milhões de dólares

Com umas das inflações mais altas do mundo em 720%, segundo uma projeção do FMI para 2017, a Venezuela está em uma crise econômica que não é de se subestimar, apesar disso, a solidariedade com as vítimas do furacão Harvey nos Estados Unidos será significativa. Através da subsidiária de petróleo PDVSA, o governo de Caracas propôs o auxílio.

O programa de fornecimento de óleo de aquecimento praticado em 2005 pelo falecido presidente Hugo Chávez terá uma reedição através dessa contribuição, que já atuou com o auxílio das vítimas do furacão Katrina que causou a morte de 1,8 mil pessoas.

Por meio da emissora estatal VTV, o chanceler Jorge Arreaza declarou: “Com base naquele antecedente, vai haver um apoio direto da Citgo, uma contribuição de até 5 milhões de dólares para apoiar as famílias afetadas em Houston e Corpus Christi (Texas)”. O valor doado será concedido em coordenação com prefeitos e demais autoridades das cidades que foram atingidas.

Nos Estados Unidos, a Citgo é uma filial da estatal de Petróleos da Venezuela (PDVSA) que teve punições do presidente Donald Trump. Medidas para proibir a transação de dívidas emitidas por Nicolás Maduro e pela PDVSA foram realizadas.

Uma catástrofe natural com proporções amplas que ocasionou várias vítimas gera danos tanto materiais quanto imaterias. Muitas pessoas nesse momento precisam da ajuda de várias entidades que possam oferecer o auxílio necessário para que haja recuperação e uma redução dos efeitos do Harvey o mais rápido possível. A Venezuela atuará de forma ativa nesse propósito.

Uma porcentagem das vendas de gasolina da Ctigo será destinada à reconstrução de casas e aos refúgios que tiveram danos. Arreaza também declarou que disponibilizará insumos, equipes de emergência e médicos ao encarregado de negócios dos Estados Unidos. Desde 2010 não existem mais embaixadores entre os países.

O chanceler Arreaza fez a seguinte afirmação sobre a doação realizada: “Essa é a expressão de solidariedade da Venezuela para além de qualquer diferença que tenhamos que expressar hoje, diante dos efeitos de um fenômeno devastador. Toda nossa solidariedade ao povo dos Estados Unidos”.