Image result for troco

O Banco Central (BC) estima que um total de 1,4 bilhão de reais seja mantido pelos brasileiros em casa em forma de moedas que estão fora de circulação. A estimativa foi apresentada no final do mês de agosto, revelando que um total de 35% de todas as moedas já produzidas aqui no Brasil desde o ano de 1994 estão fora de circulação, e estão dentro das casas dos brasileiros.

A divulgação dos números aconteceu em um evento realizado em Brasília onde o Banco Central também lançou uma campanha para que a população coloque as moedas em circulação novamente. A campanha de fato começará a repercutir para a população ao longo do mês de setembro, pelos meios de mídias como televisão, rádio e nas redes sociais.

O Banco Central revelou que a produção de moedas tem aumentado de ano em ano e um dos grandes motivos para isso é que muitas das moedas acabam sendo guardadas pelos brasileiros. Somente no ano de 2015, um total de 685 milhões de moedas foram produzidas no Brasil. O número foi ainda maior no ano de 2016, fechando em um total de 761 milhões de moedas.

Neste ano a produção já chegou a 434 milhões de unidades somente até o dia 31 de julho. As estimativas do Banco Central é de que a produção desse ano seja ainda maior que a dos anos anteriores, concentrando ainda mais a alta produção de moedas brasileiras.

Além de uma produção desnecessária, já que grande parte das moedas ainda está nas mãos dos brasileiros, a produção das unidades gera um alto custo para o governo, que por sua vez quer cortar também esse gasto. O gasto do setor público com a produção de moedas chegou a 243 milhões de reais no ano passado. Com as expectativas de uma produção ainda maior para esse ano, os custos também deverão seguir a mesma linha.

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse sobre a campanha: “É papel do Banco Central sensibilizar o público quanto à necessidade de promover a recirculação das moedas guardadas”. Goldfajn ainda assegurou no anuncio da campanha que a circulação de moedas contribui para o comércio facilitando no troco das compras.