Image result for streaming

A internet é o meio de comunicação mais utilizado do século XXI e com ela surgiram várias ferramentas que facilitaram o dia a dia do usuário. Uma dessas ferramentas é conhecida como streaming de música. Para quem já viveu numa época marcada pelo vinil e fita cassete, certamente está surpreso como a tecnologia foi capaz de evoluir tanto com o passar do tempo. Mas afinal, como funciona o streaming de música?

Primeiramente, é importante saber a definição do termo streaming. Ele possibilita o usuário ouvir música ou assistir a um vídeo em tempo real no momento em que está com o aplicativo em funcionamento. Logo, não há necessidade de baixar nenhum tipo de arquivo para o computador, tablet ou smartphone, sendo um ponto bastante positivo para combater a distribuição ilegal de conteúdo. O grande destaque desse tipo de serviço é a possibilidade de o usuário criar a sua própria playlist, com suas canções favoritas, e poder ouvir quando e onde quiser, disponível gratuitamente ou em versões pagas.

A partir disso, para o funcionamento do streaming de música, é preciso possuir uma conexão de banda larga rápida, tendo em vista que os dados são transmitidos em tempo real. Caso a conexão não seja rápida, pode ser que o áudio não seja inicializado ou até mesmo interrompido durante a execução. A grande vantagem desse tipo de serviço é que você pode ter acesso em qualquer lugar, basta ter conexão com a internet. Segundo a Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI) os serviços de música por streaming conquistaram 112 milhões de usuários pelo mundo inteiro no ano de 2016.

No Brasil, o streaming de música cresceu 52% no referido ano, com uma receita de US$ 90,8 milhões, e já rende o triplo de venda se comparado aos discos, como CD e DVD. Dentre os serviços que oferecem o streaming de música, cita-se o Spotify, Deezer e Youtube. De fato, a ascensão do streaming o tornou a principal fonte de renda da indústria musical no país. A pesquisa foi realizada pela Pró-Música Brasil, associação composta pelas maiores gravadoras do território nacional.

Esse aumento dos serviços de música online ajudou com o problema da indústria musical, afetada pela pirataria desde os anos 2000. Isso porque o streaming já rende mais que o download pago. Além disso, é possível utilizar o serviço no modo offline, com o armazenamento das músicas no próprio aparelho, o que facilita bastante devido a qualidade do sinal da internet móvel ser um problema na hora da execução da música. Clique aqui e conheça os serviços de streaming de música mais usados no Brasil!